Atualizado em 05/04/2019 às 20h22.

Após o massacre do dia 13 de março, na Escola Estadual Raul Brasil em Suzano (SP) onde deixou 10 pessoas mortas e 4 pessoas feridas. Centenas de instituições de ensino espalhadas pelo Brasil receberam supostas ameaças de atentado e vários telefonemas anônimos causando pânico entre os alunos, educadores e os pais dos alunos da unidade escolar. A equipe de jornalismo do Portal Nacional da Educação (PNE), fez o mapa parcial de onde ocorreu o tumulto:

  • dia 14 de março, alunos da Escola M. Mourão Filho e do Colégio Estadual CAIC na Zona Norte do Rio (RJ) tiveram que evacuar da unidade escolar para se proteger do tiroteio nas proximidades da instituições (aulas suspensas);
  • dia 14 de março, aluno de 17 anos de idade foi encaminhado para a Deaai de Manaus por causar pânico no Instituto de Educação do Amazonas (IEA);
  • dia 14 de março, a Escola João Bento da Costa em Porto Velho (RO) acionou a Polícia Militar, após receber ameaças de ataques contra a instituição;
  • dia 14 de março, a Escola Estadual Deniz Vale teve que suspender as aulas, por conta de tiroteio na frente da unidade escolar em Nova Lima (MG);
  • dia 15 de março, alarme falso de tiroteio causaram pânico em duas escolas em Goiânia (GO), Colégio Estadual Aécio Oliveira de Andrade e no Colégio Clarentiano Coração de Maria, a polícia investiga o ocorrido na unidade;
  • dia 15 de março, um professor da rede estadual entrou armado na Secretaria Estadual de Educação do Distrito Federal em Brasília (DF);
  • dia 18 de março, adolescente de 17 anos de idade planejava massacre em uma escola estadual (mesmo formato de Suzano -SP) em Pontalina, ele foi preso;
  • dia 19 de março, a Polícia Militar apreendeu um adolescente, que planejava matar estudantes no Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, no bairro João XX III, em Juazeiro e também ao Colégio Humberto Alves, em Petrolina (PE);
  • dia 19 de março, adolescente de 16 anos de idade foi apreendido pela Polícia Militar que planejava ataque a escola (inspirado em Columbine) no Rio (RJ);
  • dia 19 de março, a Universidade Católica de Pernambuco (PE) recebeu ligações anônimas de ameaças de ataques contra a instituição de ensino;
  • dia 19 de março, diretor do ETEC denunciou um adolescente de 16 anos para a PM, após ele ter ameaçado de cometer atentado em Ribeirão Preto (SP);
  • dia 19 de março, o Centro Educacional Gisno em Brasília (DF) teve suspender as aulas, após receber ligações anônimas por suspeitas de ataques;
  • dia 19 de março, o Ministério Público Estadual de Alagoas investigou mensagens com teor “apologia ao crime” numa escola em Palmeira do Índios;
  • dia 19 de março, uma aluna de 19 anos de idade foi presa, acusada de ser responsável por incitar violência contra duas escolas de Várzea Grande (MT);
  • dia 20 de março, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) acionou a Polícia Federal, após receber ligações com teor de ataques contra a unidade;
  • dia 25 de março, adolescente de 12 anos de idade foi apreendido por tentativa de massacre na Escola Municipal Jesuína de Abreu em Goiânia (GO);
  • dia 01 de abril, a polícia investiga um estudante de 14 anos que planejava praticar um massacre na Escola Estadual Belmiro Teixeira Pimenta na Serra e, também, investiga um adolescente de 17 anos, que ameaçou promover ataque em uma escola particular (não identificada) de Cariacica (ES);
  • dia 03 de abril, algumas escolas e universidades de Alagoinhas (BA), suspenderam as aulas por medidas preventivas, após mensagens de ataque;
  • dia 05 de abril, a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) acabou de acionar a Polícia Federal, para investigar mensagens com um possível ataque;

IMPORTANTE: Provocar alarma, anunciando desastre ou perigo inexistente, ou praticar qualquer ato capaz de produzir pânico ou tumulto: (Pena – prisão simples, de quinze dias a seis meses, ou multa, de duzentos mil réis a dois contos de réis), de acordo com o Artigo 41 das CONTRAVENÇÕES REFERENTES À PAZ PÚBLICA, portanto, evite a difusão do pânico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here