Atualizado em 25/01/2019 às 22h40.

Vários estudantes estão contatando a nossa Central de Atendimento ao Telespectador (CAT) do Portal Nacional da Educação (PNE), referente a uma postagem feita num grupo de estudos na plataforma do Facebook sobre adulteração das notas dos candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018, através da Página do Participante (sistema informatizado do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – INEP).

“Boa noite galera olha a minha nota tinha sido menos que 500 pontos e conheci uma pessoa que consegui aumenta lá é errado eu sei porém se não fizer isso perdemos o ano WhatsApp dele e X29938XXXX”, diz a publicação feita de uma usuária do Facebook (aberto ao público do grupo do Facebook) – imagem acima.

Após a denúncia feita por vários candidatos, o Portal Nacional da Educação (PNE) abriu uma demanda na Assessoria de Comunicação Social do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) em Brasília (DF), apuração será feita pela autarquia do MEC e da Polícia Federal.

3 COMENTÁRIOS

  1. É imprescindível que se apure e investigue com rigor a adulteração de notas das provas do Enem para não por em cheque a confiabilidade do processo seletivo e em risco as notas dos candidatos que honestamente obtiveram as notas de corte previstas nas instituições de ensino.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here