Atualizado em 22/09/2018 às 23h.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) repassou a responsabilidade para a Fundação Getúlio Vargas (FGV), que ficará responsável pela correção das provas de redação do Exame Nacional do Ensino Médio, que será aplicado no dia 04 de novembro para mais de 5 milhões de candidatos inscritos na prova em todas as Unidades da Federação do Brasil.

Ex-corretor do Enem, explica ao vivo as mudanças da prova do Enem de 2018, pelo Instagram (Reprodução: Portal Nacional da Educação/Instagram Live).

Na edição de 2017, a Fundação para o Vestibular da Unesp (Vunesp) corrigiu a prova do Exame Nacional do Ensino Médio, após contratação de dois novos consórcios para a realização do exame, junto com a FGV e o Cesgranrio, com o tema da redação “Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil”.

Anuncio foi feito pelo Portal Nacional da Educação, após transmissão ao vivo do Aulão na cidade de Goiânia, na manhã deste sábado, dia 22 de setembro.

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) é responsável pela elaboração da prova da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), sendo assim, o candidato do Enem deve seguir com a mesma padronização de correção da prova, mediante as leis virgente através da Constituição Federal, que vai completar 30 anos no dia 05 de outubro.

Novas políticas da correção da prova do exame:

  • Para tirar nota máxima (mil pontos), é necessário redigir uma redação entre 28 a 30 linhas, de acordo com a folha oficial de redação, respeitando a estrutura;
  • Respeitar o espaçamento de 1,5 cm da margem da folha de redação, candidato pode usar a tampa da caneta de tinta preta da marca bic de corpo transparente;
  • Evite utilizar palavras terminando com “ndo” e “os”, pode perder de 0 a 200 pontos de acordo com a competência III, por exemplo: observando, sentando e etc;
  • Use pelo menos 3 citações (nota máxima no Enem 2018);
  • Candidato perderá pontos: se usar poemas, trechos de músicas, filmes, receitas, hinos de times de futebol, novelas ou violar os direitos humanos;
  • Hipótese alguma: PLAGIAR a coletânea do material de apoio da prova de redação do exame, mas, pode usar os dados para dar referência em sua proposta de redação ou faça projeção contrária dos dados mencionados pelo Inep.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) ainda vai divulgar o manual do participante, conhecido como “Cartilha do Participante” do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em outubro, diz Inep.

6 COMENTÁRIOS

  1. Por favor, retirem essa publicação de circulação. As informações aí contidas podem confundir os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio, pois boa parte do que está dito sobre a prova de redação do Exame não procede. Os alunos devem seguir o que está no edital do ENEM e o que será divulgado na Cartilha do Participante de 2018.

  2. Em relação ao critério: Candidato perderá pontos: se usar poemas, trechos de músicas, filmes, receitas, hinos de times de futebol, novelas ou violar os direitos humanos;
    Como perder pontos?! Se alguns dos ítens mencionados são utilizados para sustentar os argumentos na redação!

    • Olá Carlos, boa tarde! O candidato poderá usar fontes (Globo, Veja ou qualquer outro tipo de mídia social), usar autores, usar alusões ou citações históricas, filosóficas ou que seja de conhecimento geral, dentro das disciplinas articuladas pelo Enem.

  3. Gente, o candidato NÃO PERDE PONTOS por citar trechos de música ou poema. Isso conta como conhecimento interdisciplinar!! Imagine o candidato citar o poema “Vou-me embora pra Pasargada” numa redação sobre imigrantes, por exemplo, a nota dele, indubitavelmente, aumentaria.

    • Olá Matheus, boa tarde! O candidato poderá usar fontes (Globo, Veja ou qualquer outro tipo de mídia social), usar autores, usar alusões ou citações históricas, filosóficas ou que seja de conhecimento geral, dentro das disciplinas articuladas pelo Enem. O site oficial do Governo Federal, remete, que a cartilha será atualizada e divulgada brevemente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here