Atualizado em 27/09/2018 às 15h.

Faltando apenas 37 dias para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) autorizou a saída do primeiro caminhão com os cadernos de questões das provas do exame com a parceira dos correios em Osasco (SP).

Em coletiva de imprensa do Inep, anunciou novidades para a logística e a segurança das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nesta quinta:

  • Para aumentar a segurança das provas, a quantidade de detectores de metais será quadruplicado, em comparação a quantidade usada na edição de 2017;
  • A partir deste ano, quem não conseguir fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) por problemas logísticos ou de infraestrutura terá uma nova forma de pedir a reaplicação da prova. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) apresentou nesta quinta-feira, dia 27, processo ainda inédito para solicitação de reaplicação de prova, que poderá ser feito, em casos específicos, por meio da Página do Participante. As provas do Enem em 2018 serão aplicadas em 4 e 11 de novembro para 5,5 milhões. O candidato terá uma nova oportunidade de fazer a prova, junto com os candidatos inscritos no Exame para as Pessoas Privadas de Liberdade (Enem PPL).
Primeiro carregamento das provas será encaminhado para a região Norte do País.

Amapá (AP), Acre (AC), Rondônia (RO), Amazonas (AM), Pará (PA) e Roraima (RR) receberão o primeiro carregamento dos malotes das provas do Enem de 2018.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here